18 outubro 2011

Para ti, da Nini e dos avós

Cravos vermelhos, um areal da infância, ondas revoltas contra o teu rochedo, sol de Outubro ... um rasto de saudades ... traçado na praia.














Um cravo vermelho ficou comigo.
Obrigada.

2 comentários:

BRANCAMAR disse...

A minha homenagem, que um dia hei-de deixar por aí, nas areias de Moledo, agora que já identifico melhor a rocha do David.

Beijinhos

João Simas disse...

Sempre que estou junto daquele rochedo sinto algo de especial e acabo a dar por mim, involuntariamente, a olhar o céu e a pensar nele...