07 novembro 2008


Ouvi-a sozinha e cantei um bocadinho.

in Casa da Venância, Isabel Venâncio



UM BOCADINHO


Ouvi a cantiga

Pairava no ar

Chorei de mansinho

Sem a conspurcar

-.-

Murmura o que diga

Ondula a rodar

Era um novelinho

Que queria fiar

-.-

Cantava uma espiga

Brilhante a suar

Cantei-a baixinho

Por tanto a amar

-.-

Colhi-a há quem diga

Deitei-a ao mar

Regressa ao cantinho

Por tanto querer dar

-.-

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 6 de Novembro de 2008

4 comentários:

jaime Latino Ferreira disse...

CRAVO

Borboleta que tem medo de poisar

Como um cravo não desiste de sonhar

-.-

Jaime Latino Ferreira
Estoril, 7 de Novembro de 2008

Ana Cristina disse...

Mana

Quero que saibas que sinto um imenso orgulho quando leio todos os comentários daqueles que por aqui passam e que se referem de forma tão sentida ao teu blog, a ti e ao David.

A alguns talvez lhes tenha indicado o caminho da tua casa.
Porquê?
Porque me sentia perdida quando lia o que escrevias.
Porque ficava paralizada sem saber o que escrever.
Porque queria que lessem o que contas sobre o David.
Porque tinha esperança que te viessem fazer "companhia" .
Porque sabia que iam ficar presos a esta Casa.
Porque são meus amigos.
Porque escrevem com sentimento e alma.
Porque me acompanharam nos meses mais dolorosos da nossa vida.
Porque...sim!

Tu escreves tão bem.
E sentes tanto!

Venho aqui quase todos os dias/noites desde que me disseste que andavas a "...escrever sobre o David...".

Estou a ser lamechas bem sei.

E tudo isto só para te dizer que não vale a pena dizer o que sinto por ti e pelos teus rapazinhos.
Creio que sabes,não sabes!?

1 beijo.
Nini

jaime latino ferreira disse...

VALE A PENA

Tudo dizer vale a pena
Dos rapazes e meninos
Vale também toda a cena
Dos maiores aos pequeninos
-.-
Mesmo se tocam os sinos
Vale dobrar a empena
Vale dizer ao que vimos
Chorar uivos ou ser rena
-.-
Ser prisioneiro que acena
Das alturas destes cimos
Aos infernos dos abismos
-.-
Cantar todos os hinos
De grande porte ou pequena
Estatura de cantilena
-.-
Jaime Latino Ferreira
Estoril, 12 de Novembro de 2008

Ana Cristina disse...

Jaime

Acho que poderia ser a Harpa, mas também gosto do Violoncelo!

Arcos que lembram pontes ...

1 abraço amigo.
Nini